Primavera é tempo de desabrochar! E nada melhor do que aproveitar o clima da estação para escolher as flores que irão compor o bouquet da noiva. O acessório, além do charme, esconde entre suas flores diversas tradições e significados. Acredita-se que o bouquet tenha surgido na Antiguidade Clássica, na Grécia. Segundo a mitologia grega, as mulheres que iam se casar carregavam ervas e ramos de flores para oferecer em um ritual para a deusa Hera, noiva de Zeus. Assim, o casal afastava possíveis energias ruins e atraía sorte para sua nova vida.


Na França Medieval, os bouquet também eram um símbolo de prosperidade. As mulheres seguiam andando para a igreja e, no caminho, iam recebendo flores, formando assim o seu bouquet de casamento e atraindo felicidade para o matrimônio. Dentre tantos significados, uma crença se faz presente até hoje nas festas de casamentos. Segundo a sabedoria popular, a mulher que pegar o bouquet no final do casamento será a próxima a subir ao altar.


As cores também representam diversas superstições. O vermelho simboliza amor e paixão. Se as flores estiverem abertas, simbolizam amor intenso e duradouro. Os botões, o início de uma bela história de amor. O toque do vermelho traz elegância para o look da noiva. Já o rosa pode ter diferentes significados, dependendo do seu tom. O mais claro simboliza simpatia e admiração enquanto os tons mais escuros representam gratidão e simpatia. Um bouquet rosa orna com vestidos clássicos, deixando o look da noiva ainda mais romântico.


A cor verde transmite a ideia de esperança e equilíbrios. As noivas que querem apostar na cor podem investir em folhagens diversas e suculentas. Ideias para quem busca por um look boho chic. O laranja demonstra encantamento e fascínio. Além de trazer charme para o look da noiva, combina mais com casamentos no estilo rústico.


E como falamos de tradições e costumes envolvendo buquês, não podemos deixar de mencionar as formas de segurar o bouquet. Algumas cerimonialistas de casamento orientam a noiva a segurar o bouquet com a parte interna do pulso no osso lateral do quadril, para que ele fique posicionado mais para baixo e um pouco de lado. Assim, não prejudica a visão do vestido.

 


É importante ressaltar que não há uma regra. O bouquet da princesa Kate Middleton, por exemplo, estava posicionado no centro, da cintura para baixo, valorizando seu vestido e realçando sua beleza.